Sandy Denny (Fairport Convention)

Vamos começar com uma banda de folk? Na verdade, não é apenas uma banda de folk, mas uma das mais importantes bandas de folk rock que já existiu. Sem dúvida, a mais importante do Reino Unido.

Sandy Denny nem é tão musa no sentido de perfeição estética, mas o carisma e o charme dela provam que esse posto é definitivamente merecido. Sandy – Alexandra, na verdade – era inglesa e no começo da carreira se apresentava sozinha em pubs e clubes de Londres. Após conseguir gravar uma música na BBC, conheceu Dave Cousins do Strawb (outro grande ícone do folk rock inglês) e foi chamada para gravar um disco com eles, em 1967.
Um ano depois, por causa desse disco, Sandy foi convidada para integrar o Fairport Convention, que tinha acabado de mandar sua vocalista embora. Foi com a entrada dela, e provavelmente sob a influência do seu estilo de cantar, que o Fairport Convention deixou de ser a banda inglesa mais americana da Inglaterra. A banda passou a ter uma sonoridade própria e se aproximou das canções tradicionais inglesas.

Ela gravou quatro discos com o Fairport e depois saiu para formar uma banda com seu futuro marido, que male male durou um ano (a banda, não o casamento).
Depois, em 1971, seguiu em uma bem-sucedida carreira solo até que em 1974 voltou a se apresentar com o Fairport Convention, participando de algumas faixas do disco ao vivo deste mesmo ano e contribuindo com outro disco deles no ano seguinte.
Sandy deixa a banda novamente e lança mais um disco solo, o seu último, em 1977, que faz parte da sua leva de disco über produzidos e orquestrados, inferior aos primeiros.

Sandy Denny compunha e escrevia grande parte das faixas de seus discos solo e mesmo com letras de qualidade duvidosa, conseguiu deixar um belíssimo legado musical. Seu período junto com o Fairport Convention foi, sem dúvida alguma, a melhor fase do grupo.
Em 1978, precocemente, Sandy faleceu. Mas deixou seu nome gravado com honras no hall do folk e adoradores que até hoje se multiplicam.

Menção honrosa:

Em tempo, não poderia deixar de falar na primeira vocalista do Fairport Convention, a linda, sensacional e subestimada Judy Dyble. Ela gravou o primeiro disco da banda, homônimo, de 1968. Disco espetacular, que faz parte dos cinco melhores do Fairport e que deixava claro a influência do Bob Dylan.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: