Disco ou coisas do gênero

71078885São  muitos anos convivendo com música e discos, cheguei à conclusão de que com exceção da mulher o LP era o formato mais perfeito e flexível já criado. Mas o ser humano, na busca por novidades, não consegue deixar nada quieto: em 1990, depois de o LP sobreviver por 42 anos, a indústria fonográfica decretou a sua superação definitiva pelo CD.

Tudo bem: morto o LP, viva o CD, e, como era inevitável, tentamos relaxar e aproveitar. Muita gente se afobou e dezfez-se de toda a sua coleção de LPs, inclusive amigos meus que tinham coleções  com cerca de 4 mil discos, confiantes que eles seriam substituídos pelos CDs, o que acabou acontecendo. Mas não demorou para que se perguntassem se a troca valera a pena.

O CD podia conter muito mais tempo de som gravado (o triplo que uma face deLP) e sua qualidade de som aparentemente superava em brilho e clareza a do LP, mas descobriu-se depois que o LP soava mais cheio, mais redondo, mais “humano”. Uma coisa ninguém contestou: em matéria de apelo visual, a capa e a forma do LP continuavam insuperáveis.

Mas, vida que segue, o CD começou a experimentar a mesma sequência de crescimento dos formatos anteriores: surgiram os CDs duplos ou triplos, em estojo que comportavam também um livreto, depois as caixas com quatro ou mais estojos. E, finalmente, vieram as coleções de caixas, somando, às vezes, dezenas de CDs de um mesmo artísta.

Durante cada um desses períodos num total de um século de música gravada, as lojas especializadas em vender discos conheceram a sua glória. Mas tudo isso está a ponto de se evaporar. A música agora vem do espaço. É etérea, incorpórea, dispensa qualquer apelo visual e não há limite para sua estocagem nos iPods.

Cem mil músicas cabem num aparelhinho menor que um isqueiro.

O que fazer com tanta música?  Um indivíduo terá tempo de vida suficiente para escutar a sua própria discoteca? Não,  porque, queiram ou não, as canções continuam a ser ouvidas de uma em uma, e assim será para sempre.Eis aí uma limitação que espero, a tecnologia não conseguirá superar.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: