Uriah Heep – Demons & Wizards (1972)

album-demons-and-wizards

Com este disco e o seguinte Magician’s Birthday (1972), o Uriah Heep atingiu o auge de sua criatividade e do bom uso da mistura de peso e leveza. A estabilização da formação, com Kerslake firme na bateria e Gary Thain assumindo o baixo, deu a química que faltava para a banda atingir todo seu potencial. Foi também aqui que a temática de fantasia se consolidou como assunto principal das canções.

Quer pauleira? “Easy Livin'” dá uma aula, e “Rainbow Demon” não fica atrás. Quer algo mais lisérgico? “The Wizard”, “Circle Of Hands” e, claro, a dobradinha final. A introdução de “Paradise” e o solo de “The Spell”. São progressivos na melhor definição do termo.

Ah, a capa é assinada por Roger Dean, mestre dos “visuais chocantes” dos anos 70.

O Uriah sempre foi deixado um pouco de lado pela crítica especializada. No começo de carreira foi mais uma banda acusada de cópia de Zeppelin e Purple. Faziam um som muitíssimo original, meio progressivo e Hard Rock. E desfilaram grandes vocalistas do Rock And Roll na banda, todos excelentes acima da média, não tem nenhum que acho mais ou menos, todos cantaram muito no Uriah.

A ETERNA INJUSTIÇA AO MAGO MEDIEVAL

Anúncios

2 Respostas to “Uriah Heep – Demons & Wizards (1972)”

  1. Ótimos comentários, Julio! ! Grande banda, infelizmente muito injustiçada! Abs!

  2. Leo Lima Says:

    Excelente disco ! O UH sempre foi injustiçado pela crítica “especializada”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: